quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

[poesia]

Gênesis poética

Poeta é aquele
que convive com a dualidade:
a dor de toda frieza e morte
a paz no coração quente de amor.

Poeta nunca vive bem
porque enxerga com dois olhos:
vê sujeira preta no branco vazio
vê colorido-vermelho de sorriso infantil.

Um coração carrega toda a dor-mundo
outro sofre a felicidade simples de quintal.

O poeta chora enquanto sorri...

Um poeta não vive bem
porque são dois
e viver por mais de um não cabe a ser humano.

O destino é ser um só

mas, poeta nasce em mais
leva no corpo a alma de vários transforma em belo a solidão de cada um.
Ana Carolina Rocha Santa Rita


Falar de poesia pra mim, é falar de Carol. Vamos poetizar?
Vou começar:

A vida é pura poesia. É arte. Viver é arte e feliz é aquele que conhece o segredo. Jesus é a vida, a poesia, a arte, o caminho e a verdade. Ele é a gênesis poética. A fonte. O amor.

3 comentários:

Carol UFOP disse...

Cirinho, obrigada meu anjo! Vc que é a poesia! Minha e de um montarel de gente! Que Deus continue te abençoando e te permitindo nos abençoar com sua palavras! Elas nos fazem muito bem! Parabéns pelo blog! Tudo o que vc faz fica bonito! Te amodoro!!!
Bjs, Carol.

Gigi disse...

Nossa,como esse meu namorado escreve bem!Sem palavras!:)
Te amo!
Bjos,Gi

sou jumentinha disse...

Este menino não só é poeta... é tambem: PROFETA!